Nota de repúdio à arbitragem de Barra Mansa x Pérolas Negras

O Pérolas Negras vem, por meio desta nota ratificar o total descontentamento e repudio a respeito da arbitragem que ocorreu no último domingo (4), na partida que terminou com a vitória do Barra Mansa, por 2 a1, diante de nossa equipe, em partida válida pelo Campeonato Carioca Série B2.

A arbitragem na partida mencionada foi composta pelos seguintes Srs.:

Árbitro : FÁBIO PEIXOTO SCHUCH
Árbitro Assistente 1: DOUGLAS PEREIRA DA COSTA
Árbitro Assistente 2: RENATO COUTO DE OLIVEIRA
Quarto Árbitro: RODRIGO SOUZA SOARES

É importante reforçar o máximo respeito e admiração que Pérolas Negras tem pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, bem como por todo o quadro de arbitragem que vem realizando um ótimo trabalho no campeonato carioca Série B2 de 2019, vindo, portanto, a presente nota tratar de uma partida que fugiu ao padrão de arbitragem desta competição.

É justamente em prestígio ao trabalho de todos os funcionários envolvidos no futebol do Pérolas Negras que a direção do clube se vê na obrigação de elaborar a presente reclamação contra o erro crasso cometido pela equipe da arbitragem.

O principal foco de indignação e consternação está no lance em que foi assinalado o segundo gol da equipe do Barra Mansa, todavia, o árbitro da partida ao longo de todo o jogo tomou diversas decisões no mínimo contestáveis.

Portanto, na visão da associação, que o erro crasso praticado pelo quarteto de arbitragem gerou prejuízos irreparáveis ao clube, afinal o jogo estava ao seu fim com empate fora de casa contra um clube tradicional do futebol carioca.

A presente reclamação não é no sentido de buscar anulação da partida ou interferir em decisões de futuras arbitragens, mas, tão somente, para que a Comissão de Arbitragem tome ciência e responsabilize dentro de seus ditames o quarteto de arbitragem que interferiu diretamente em um resultado da partida.

Um erro como esse beira a má-fé, entretanto, o clube não possui provas para acusar o quarteto de arbitragem frente aos membros da comissão de arbitragem, possui apenas provas para apontar que seus direitos foram violados, cabendo o questionamento de dolo ou culpa à comissão de arbitragem.

Nosso objetivo com tal nota é a correção e o bom andamento do campeonato, para que o Pérolas Negras e nenhum outro clube tenha sua gestão, suas receitas, seu planejamento e seus caminhos alterados por interferência direta da arbitragem.

Confira os lances abaixo: