Pérolas Sub 17 estão nas semi finais da Alterosa

Com desempenho que não cansa de surpreender, os Pérolas Negras Sub 17 estão garantidos nas semi finais da Copa Alterosa, com 13 pontos conquistados após a nova goleada desta quarta-feira (30), quando a jovem equipe ganhou do Belmiro Braga por 5X0. O encerramento da participação dos jogadores no grupo 1 será neste sábado (03), em partida contra o Núcleo Nova Califórnia, às 15h, em Avelar, em Paty do Alferes, no sul fluminense.

Os haitianos venceram com folga as quatro disputas da Copa Alterosa já realizadas: 2X0 contra o Botafogo; 4X0 contra o Belmiro Braga no turno e 4X2 contra o Botafogo e 5X0 contra o Belmiro Braga, no returno. As semi finais acontecem na próxima quarta-feira (07) no turno e no sábado (10), no returno, contra o grupo adversário que se classificar.

 

SUB 17 CONTRA BOTAFOGO

Os Pérolas Sub 17 enfrentam o Núcleo Nova Califórnia neste sábado (03) | Foto: Vitor Madeira

“Nosso time teve a melhor atuação nesta quarta-feira desde que chegou ao Brasil. Foi rápido, com muita movimentação no setor ofensivo. Melhora a cada jogo na parte tática, não deixamos de ter a posse de bola e o controle total do jogo. Fizemos 3 X 0 em 33 minutos, com três gols de Nael Elise (Zeguê), com muito oportunismo e presença de área; Modestin fez duas assistências e ainda marcou um gol de pênalti no segundo tempo. Anthony completou o placar”, resumiu o técnico Rafael Novaes.

Mais novo do time, nascido em 2001, Zeguê tem se destacado na posição de artilheiro a cada disputa. “Ele é marrentinho”, descreve Novaes, satisfeito com o desempenho do jogador.

Zeguê

Marrento, o artilheiro Nael Elise (Zeguê, direita) é o mais novo do time| Foto: Divulgação

Os jovens haitianos vão permanecer treinando em Paty do Alferes até abril, quando disputam, no Panamá, a ultima e mais difícil eliminatória para o Campeonato Mundial Sub 17 , que acontece na Índia. “Tenho certeza de que podemos potencializar essa equipe , o caminho é longo , 150 dias de trabalho duro até a última fase no Panamá. Com paciência poderemos fazer um excelente trabalho”, aposta Novaes.

(Texto: Celina Côrtes | Foto: Vitor Madeira e Divulgação)

Saiu a tabela da Copa São Paulo Júnior 2017

Saiu a tabela da Copa São Paulo Júnior 2017, a Copinha, maior vitrine de jogadores Sub-20 do país, que voltará a ter a participação dos Pérolas Negras. A competição vai de segunda-feira 02 a 25 de janeiro, data de aniversário da capital paulistana. A equipe haitiana, patrocinada pelo Viva Rio, está no Grupo 24 e entra em campo contra o Esporte Clube Goiás na quarta-feira 04, às 16h, no Estádio Nicolau Alayon, dentro da sede do Nacional Atlético Clube em Água Branca, no distrito da Barra Funda, zona Oeste de São Paulo. Na sexta-feira 06 os Pérolas Negras jogam contra o Cori Sabbá, do Piauí, no mesmo horário.

vitor-madeira_viva-rio-96_1000

“Fome de Bola” vence no Festival de Matera

Fome de Bola”, sobre a trajetória dos jogadores haitianos Pérolas Negras, equipe patrocinada pelo Viva Rio, foi eleito o melhor documentário estrangeiro no Festival Matera Sport Film, um dos mais importantes festivais sobre cultura esportiva do mundo, na Itália.

Realizado pela Globonews, com direção de Sidney Garambone, o filme mostra a trajetória dos jovens haitianos, que deixaram a terra natal para tentar a sorte como jogadores profissionais de futebol em Paty do Alferes, no sul fluminense, onde vivem desde janeiro, treinam e estudam. A meta de todos é a mesma: ser contratados por grandes times brasileiros, por gigantes europeus e voltar ao Haiti para ajudar familiares e amigos.

Em sua sexta edição, o festival, realizado de 24 a 26 de novembro, aconteceu na cidade de mesmo nome, localizada na região Basilicata, no sul da Itália. Os resultados foram anunciados neste sábado (26).

(Texto: Celina Côrtes)

Pérolas Negras vão participar da 48ª Copinha

Confirmado. O time haitiano Pérolas Negras Sub 20, queridinho do público na Copa São Paulo Júnior 2016, estará entre os 120 clubes que vão disputar a 48ª edição do torneio, o maior da história em número de participantes. A Copinha vai de 02 a 25 de janeiro, data de aniversário da capital paulista, em disputa travada no Pacaembu. O recorde anterior da principal competição de base do país foi em 2016, com 112 agremiações. A equipe haitiana vai jogar no Grupo 24, ao lado do Nacional (SP), Goiás e Corisabba (PE).

Pérolas

Os times participantes poderão fazer até seis substituições nas partidas | Foto: Vitor Madeira

A principal novidade do torneio será o número de substituições dos jogadores em campo, que permitirá a cada clube fazer até seis trocas durante as partidas.Para o técnico dos Pérolas Negras, Rafael Novaes, a mudança favorece a todos: “Além de mais opções para mudar numa partida, teremos mais oportunidades para os atletas jogarem e aparecerem”, comemora.

Rafael

O técnico Rafael Novas comemorou as mudanças introduzidas no torneio | Foto: Vitor Madeira

As alterações, adotadas pela Federação Paulista de Futebol (FPF) a partir de conversas com profissionais das categorias de base e com o Movimento de Formação do Futebol Brasileiro (MFFB),  terão de ser feitas em até três paradas, para que não influam no tempo de bola rolando.

Por ser um torneio curto, o objetivo da mudança é proporcionar aos jogadores mais oportunidades de atuar durante a competição, como observou Novaes, e dar a eles mais tempo de recuperação física. Os 120 clubes participantes vêm de 26 estados, que jogam em 30 sedes espalhadas pelo estado de São Paulo.

(Texto: Celina Côrtes | Fotos: Vitor Madeira)

 

Pérolas Sub 17 goleiam Belmiro Braga por 4X0

Líderes do Copa Alterosa no Grupo 1, os Pérolas Negras Sub 17 golearam o Belmiro Braga nesta quinta-feira (24) por 4X0, no Esporte Clube Avelar, em Paty do Alferes. Noel Elise (Zeguê) marcou três gols e Michel mais um. “O jogo foi bom, dominamos muito a posse de bola e, apesar do escore, perdemos várias oportunidades de gols”, avaliou o técnico, Rafael Novaes. Ainda restam mais três partidas para encerrar a primeira fase e classificação para a semi final no campeonato. “Tudo indica que vamos chegar lá”, torce Novaes.

Sub 17 treinando

Equipe Pérolas Negras Sub 17 treina no Haiti, antes de vir para o Brasil | Foto: Divulgação

 

Se até agora o time se mesclou a uma maioria de brasileiros, desta vez a partida foi integralmente disputada por haitianos: três já estavam em Paty e 16 desembarcaram no Brasil na última semana. “O campeonato sub 17 é de meninos nascidos em 1999/2000, nossa equipe, porém, é só de atletas de 2000 e 2001”, acrescenta Novaes.

Em relação à partida contra o Botafogo, realizada no sábado (19), no Avelar, os haitianos venceram por 2X0. “Passamos a maior parte do jogo no campo adversário , com a posse de bola e controlando todas as ações. Os dois gols, marcados por Zeguê e Valdo, saíram ainda na primeira etapa”, lembra o técnico. Na primeira rodada, o time empatou por 1X1 contra o Nova Califórnia.

Nesta quinta-feira, o Botafogo disputou com o Núcleo Nova Califórnia, no estádio Bethel, em Juiz de Fora.

Os jovens haitianos vão permanecer treinando em Paty do Alferes até abril, quando disputam, no Panamá, a ultima e mais difícil eliminatória para o Campeonato Mundial Sub 17 , que acontece na Índia. “Tenho certeza de que podemos potencializar essa equipe , o caminho é longo , 150 dias de trabalho duro até a última fase no Panamá. Com paciência poderemos fazer um excelente trabalho”, aposta Novaes.

(Texto: Celina Côrtes| Fotos: Vitor Madeira e Divulgação)

Pérolas Negras Sub 17 enfrentam Belmiro Braga nesta quinta

Líderes do Copa Alterosa no Grupo 1, os Pérolas Negras Sub 17 enfrentam nesta quinta-feira (24) o terceiro colocado, Belmiro Braga,  às 15h, no Esporte Clube Avelar, em Paty do Alferes. O jogo, que seria disputado na terça-feira (15), foi adiado por causa das chuvas. O vencedor vai para a semi final.

“Nossa expectativa é continuar melhorando jogo a jogo , evoluindo nos aspectos técnicos tático e físicos. Vamos tentar não desperdiçar tantas oportunidades de gol como na última partida”, antecipou o técnico Rafael Novaes, referindo-se ao jogo contra o Botafogo.

sub-17-contra-botafogo

Se até agora o time se mesclou a uma maioria de brasileiros, desta vez a partida será integralmente disputada por haitianos: três já estavam em Paty e 16 desembarcaram no Brasil na última semana. “O campeonato sub 17 é de meninos nascidos em 1999/2000, nossa equipe, porém, é só de atletas de 2000 e 2001”, acrescenta Novaes.

Em relação à partida contra o Botafogo, realizada no sábado (19), no Avelar, os haitianos venceram por 2X0. “Passamos a maior parte do jogo no campo adversário , com a posse de bola e controlando todas as ações. Os dois gols, marcados por Zeguê e Valdo, saíram ainda na primeira etapa”, lembra o técnico. Na primeira rodada, o time empatou por 1X1 contra o Nova Califórnia.

Nesta quinta-feira, o Botafogo disputa com o Núcleo Nova Califórnia, às 15h30, no estádio Bethel, em Juiz de Fora.

Os jovens haitianos vão permanecer treinando em Paty do Alferes até abril, quando disputam, no Panamá, a ultima e mais difícil eliminatória para o Campeonato Mundial Sub 17 , que acontece na Índia. “Tenho certeza de que podemos potencializar essa equipe , o caminho é longo , 150 dias de trabalho duro até a última fase no Panamá. Com paciência poderemos fazer um excelente trabalho”, aposta Novaes.

(Texto: Celina Côrtes| Fotos: Vitor Madeira e Divulgação)

Pérolas Negras Sub 17 começam a chegar no Rio

A equipe Sub 17 dos Pérolas Negras começa a desembarcar no Rio de Janeiro neste domingo (13). “Já trabalhávamos com eles no Haiti, a expectativa é dar continuidade e potencializar a capacidade destes jovens”, planeja o técnico dos times haitianos, Rafael Novaes. Na véspera, seis jogadores sub 17 – que já estão em Paty do Alferes, no sul fluminense – participam, com 12 brasileiros, da Copa Alterosa, em Belmiro Braga, vizinha a Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Segundo Valmir Fachni, coordenador do Programa Ambiental do Viva Rio, da Academia Pérolas Negras e do Centro de Formação e Eco turismo do Viva Rio Haiti, a garotada está radiante. “Eles já estão super felizes por estar treinando aqui na Academia Pérolas Negras e mais felizes ainda sabendo que vão viajar já neste final de semana. Ir para o Brasil, treinar e jogar aí é o grande sonho deles”, diz Fachini.

Nesta primeira leva, desembarcam no Rio 11 jogadores. Até a sexta-feira (18) serão ao todo 26. A equipe vai permanecer treinando em Paty do Alferes até abril, quando disputa no Panamá a ultima e mais difícil eliminatória para o Campeonato Mundial Sub 17, que acontece na Índia.

 

Segundo Valmir Fachini, o sonho destes jovens é jogar no Brasil | Foto: Divulgação

Segundo Valmir Fachini, o sonho destes jovens é jogar no Brasil | Foto: Divulgação

 

Sub 20

Depois de enfrentar o Boavista nesta sexta-feira (11), no campo do Artsul, em Queimados, na Baixada Fluminense, a equipe sub-20 dos Pérolas Negras abre o Torneio Solidariedade contra o Avelar, às 16h, no campo do time fluminense, em Paty do Alferes.

(Texto: Celina Côrtes| Fotos: Divulgação)

Pérolas Negras disputam jogo em treino pela Copinha

Os Pérolas Negras enfrentam neste domingo (23), às 15h, a seleção de Sapucaia no Estádio Avelar, próximo a Paty do Alferes, onde o time haitiano sub-20 está instalado desde janeiro. O jogo será preparatório para a Copa de São Paulo Junior, a Copinha, competição que tirou os craques do anonimato, na disputa realizada em janeiro.

“Estamos esperando uma melhora técnica/tática e física significativa nessa partida, principalmente pelas duas excelentes semanas de trabalho. Claro que ainda falta muito, mas estamos esperançosos”, especula o técnico Rafael Novaes, que os acompanha desde o Haiti. Embora não tivessem voltado da competição paulista com vitórias, os jogadores foram alçados a queridinhos da prova, não só pelas torcidas, como pela mídia. De lá para cá, muita água rolou na vida dos jovens haitianos.

A partir da parceria criada com o Audax de Osasco, eles disputaram o Campeonato Brasileiro, em fevereiro. A trajetória do time manteve a ascensão, quando chegou às finais do Campeonato Carioca, em junho. Em setembro, tornaram-se federados junto à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), o que os equiparou aos jogadores brasileiros e os liberou da restrita cota de estrangeiros admitida nos times nacionais.

Também em setembro, eles conquistaram a Copa Alterosa, realizada na Zona da Mata Mineira. Agora, voltam a treinar por onde tudo começou: a Copinha. Quem sabe para voltarem não só com a simpatia, como com novos títulos e resultados. O time escalado para a partida de domingo é formado por Jerome Alan, Pierre Frandy, Badio Stanley, Oracius Wilmond, Jean Louis Anel, Simson, Edmondo Dorvilus, Jacques Saul Matelus, Jako, Duce Elison, Marckenson Fenelon e Exilus Angelo.

Academia no Haiti

Criada em 2004 e localizada na região de Bon Repos, no Haiti, a Academia Pérolas Negras está localizada ao norte de Porto Príncipe, onde os jogadores são supervisionados por uma competente equipe técnica. A formação de atletas, a promoção dos talentos locais em competições nacionais e internacionais, o aumento da empregabilidade dos técnicos, a perpetuação do legado do futebol no Haiti e, acima de tudo, a promoção da inclusão social e da cidadania a partir do esporte são os objetivos do Viva Rio com o projeto.

S.O.S Haiti

O Voluntariado do Viva Rio criou a campanha SOS Haiti, para ajudar as vítimas do furacão Matthew, que provocou mais de mil mortes, além de feridos e de um rastro de destruição no país que ainda não havia conseguido se recuperar totalmente do terremoto de 2010, quando morreram 300 mil haitianos. As doações em dinheiro podem ser enviadas para o Banco do Brasil, conta-corrente 607736-6, agência 0087-6. “Quem não puder doar dinheiro, poderá encaminhar palavras de carinho às vítimas, pelo Facebook do Viva Rio“, explicou a coordenadora do Voluntariado, Cibele Dias.

 

Post Furacao Matthew_help

 

 

Viva Rio no Haiti

Segundo o responsável pelas instalações do Viva Rio no Haiti, Valmir Fachini, a Academia Pérolas Negras, em Croix de Bouquet, na Região Metropolitana, ou no Centro de Formação e Ecoturismo em Arcahaye, na região de Cote des Arcadins, não houve perdas humanas. “O que fizemos foi dar apoio aos grupos que atuaram na prevenção junto à grande comunidade formada após o terremoto ao nosso redor, utilizando os caminhões do Viva Rio para acelerar a remoção das famílias que foram orientadas a deixarem suas casas e irem para os abrigos públicos”,informou.

Segundo ele, em Cote des Arcadins, onde ocorreram perdas materiais, foi formado um grupo de apoio da comunidade de Kat Kalen para ajudar a remover os escombros que restaram das construções privadas atingidas pela fúria das ondas.

Autoridades públicas avaliam que ao menos 350 mil pessoas precisam de assistência. Foi relatada ainda preocupação com o os casos de cólera a serem provocados pelas inundações causadas pelo Furacão Matthew. Um surto de cólera em curso já matou cerca de 10 mil pessoas e adoeceu mais de 800 mil desde 2010.

(Texto: Celina Côrtes| Fotos: Vitor Madeira| Imagens: EBC)

Pérolas Negras batem Seleção Brasileira de Artistas por 3X0

Deu Pérolas Negras na partida contra a Seleção Brasileira de Artistas (SBA) Planet Globe. A confraternização esportiva aconteceu no Estádio Fructuoso Fernandes, batizado como Campo do Portela, em Miguel Pereira, no sábado (08).

A equipe sub-20 da Academia de Futebol Pérolas Negras é a mais nova filiada da Federação Carioca de Futebol (Ferj). Como medida de apoio, a Ferj deixará de considerar seus atletas como estrangeiros nas competições.

Os três gols da partida foram marcados pelos jogadores Wabi, Duce Elison e Dorvilus Edmondo. Os jogadores agradeceram o apoio da torcida e se disseram felizes com o resultado.

vitor-madeira_viva-rio-7

Pérolas Negras jogou contra SBA pela primeira vez. l Foto: Vitor Madeira

“Estamos no começo da preparação para a Copa São Paulo e mesmo assim apresentamos futebol suficiente para ganhar a partida”, avaliou o técnico Rafael Novaes. “Seguimos no caminho para buscar a evolução da equipe”.

O Planet Globe surgiu há 10 anos, a partir de uma tabelinha entre seus fundadores, Marcos Palmeira, Nuno Leal Maia e Guaraci Valente, o Gaúcho, técnico e presidente da seleção. O time disputou o campeonato mundial de artistas por quatro vezes e são bi campeões mundiais.

vitor-madeira_viva-rio-1

Partida reuniu a maior seleção de astros da tv. l Foto: Vitor Madeira

Texto: Renata Rodrigues l Fotos: Vitor Madeira